Número total de visualizações de página

terça-feira, 10 de maio de 2011

Um homem não chora, de Luís de Sttau Monteiro

Peguei nele porque me chamou a atenção no meio da pilha enorme que enchia o armário. O título cativou-me, e o facto de ser de um autor português também. Li-o num fim-de-semana, devorei cada página.
Um Homem Não Chora, de Luis de Sttau Monteiro, é uma obra diferente e muito interessante. O tipo de escrita que cativa o leitor, da primeira à última página. É essencialmente uma comédia, com um tipo de humor negro fantástico.
O nome do protagonista nunca é descoberto, é o próprio narrador que vive toda a acção. O livro, basicamente, conta-nos a história de um homem de classe média que vive na Baixa de Lisboa no ano de 1959. O nosso protagonista revela-nos o seu dia-a-dia, com todas as dificuldades que vive. Começa logo por apresentar Fernanda, a sua mulher que já não ama. O seu maior desejo é divorciar-se desta, pois a única coisa que sente em relação a ela é ódio. Naquela altura não era permitido o divórcio em Portugal, logo teria de viver com Fernanda para sempre.
Além deste problema, somos confrontados com a futilidade da classe média-alta da altura, com o comportamento dos homens, das mulheres, e da socidade lisboeta em geral.
O final é completamente inesperado, por isso não o vou desvendar. Mas recomendo vivamente esta obra, que nos prende, faz rir, pensar e sonhar.
Mª Carolina Pinto, 8ºD

Sem comentários:

Enviar um comentário